Dicas de Viagens

DICAS PARA VIAJAR DE AVIÃO COM SEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO

 

 As viagens de avião são muito desgastantes para os animais e as condições de transporte no porão não são as mais convidativas. Pense duas vezes antes de sujeitar o animal a uma viagem destas e faça-o apenas quando é estritamente necessário.

Para aqueles que não têm alternativa, existem algumas dicas que podem atenuar os riscos deste tipo de viagens.

As viagens de avião com animais devem ser planeadas com bastante antecedência e por vezes não é fácil ter acesso à informação que se pretende. Na Internet existe alguma informação que não está actualizada e que pode induzir em erro, por isso convém sempre confirmar tudo o que lê sobre este assunto. Por vezes mesmo as páginas das próprias companhias aéreas podem entrar em contradição.

1 – Para viajar de avião é indispensável: 

·         chip electrónico no animal

·         boletim de vacinas do animal em dia

·         verificar se o animal tem condições para viajar

·         coleira no animal com contacto telefónico da pessoa que está a viajar com ele e de outra pessoa que se disponibilize a fazer de ponte entre os dois.

 

2 – Contate a companhia aérea por telefone e informe-se sobre as condições do transporte do animal, sobre preços e sobre o que necessita para o transporte. Volte a ligar para a companhia aérea numa altura diferente para confirmar a informação. Se houver contradições entre aquilo que lhe foi dito, volte a esclarecer as questões novamente. 

– Os animais de pequeno porte por vezes podem acompanhar o dono na zona de passageiros em vez de terem de ir no porão. Informe-se sobre essa possibilidade. Caso seja necessário transportar o animal no porão, utilize caixas de transporte que sejam aprovadas pela companhia ou corre o risco de não deixarem o animal embarcar. 

4 – Marque uma consulta no veterinário e informe-o que o animal vai viajar de avião. O veterinário sabe que deve fazer um check-up de rotina ao animal. O ideal é pedir ao veterinário um certificado de que o animal se encontra bem de saúde para poder viajar de avião. Isto pode ser solicitado mais tarde pela companhia aérea.

– Se for viajar para outro país, deve contactar a embaixada desse país para saber quais os requisitos a que obrigam para deixar o animal entrar no país. É bastante comum exigirem quarentena do animal

6 – Há coleiras que permitem incluir papeis dobrados. É boa ideia incluir o destino e voo do animal caso este consiga escapar da transportadora. Leve consigo uma fotografia do animal para que o consiga identificar mais facilmente caso este escape da transportadora.

7 – Escreva “Animal Vivo” nos lados da transportadora e setas para indicar qual o sentido em que a caixa deve ser orientada. Acrescente no topo da caixa o número de voo e o destino do animal, o seu nome e telefone e uma fotografia do animal.

8 – Certifique-se que a porta da transportadora está devidamente fechada, mas não trancada. Para que os funcionários consigam retirar o cão da caixa em caso de emergência.

9 – Ao entrar no avião informe as hospedeiras e comissários de bordo que viaja com um animal no porão.

10 – Torne a transportadora o mais confortável possível, colocando jornais para absorver qualquer “acidente” e algo mais suave para reconfortar o cão.